Quem sou eu? Apeteceu-me divagar nesta região do meu pensamento tão vasta. Obter a resposta torna-se bem mais duro do que imaginava. Que espécie de ser sou eu? Na realidade, por mais que tente percorrer as fases desta descoberta, a resposta é sempre nula ou muito pouco objectiva. A verdadeira resposta esconde-se de mim e teima em não surgir. Provavelmente já se mostrou a algumas pessoas. Quando conseguirei saber quem sou eu na totalidade? Nunca? Na verdade, pouco me importa. O que sou, mesmo não sabendo o que é, não me envergonha, não me desilude, cativa aqueles que tem de cativar. E, isso é o que mais me agrada.

Comentários

  1. Melhor nem se questionar muito! Importa é viver! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. E aceitar-se como é, é que é importante.
    Um abraço e feliz Santo António

    ResponderEliminar
  3. Parece uma pergunta tão inofensiva, mas, quando a tentamos responder, parece que nos falta sempre uma resposta clara e objetiva. Talvez nunca a descubramos na totalidade, porque o nosso eu está em constante metamorfose. Mas, ainda assim, há uma paz que nos acalma quando sentimos que somos exatamente quem queríamos ser

    Gostei muito :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  4. Tenho que rir, Diana Fonseca.
    Porque, nos meus tempos de juventude, um tipo (o Lima) que gostava de fumar umas coisas esquisitas, deu um trambolhão e ficou amnésico por uns dias.
    E, nesses dias, constantemente perguntava "quem sou eu?? quem sou eu???" :))))

    ResponderEliminar
  5. É de facto uma pergunta mais complexa do que por vezes se pensa... Cativa aqueles que cativar, é mesmo isso que importa ;)

    ResponderEliminar
  6. Nada como a simplicidade. Tu tens esse dom. :))

    Hoje: - Adormecer na dor das palavras.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta-Feira.

    ResponderEliminar
  7. Uma avaliação sempre necessária em busca de RESPOSTAS!!!bj

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde, saber nos aceitar é sinonimo de inteligência, somos o que somos, só nos aceita quem quer.
    Continuação de feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
  9. É tão bom quando nos conseguimos aceitar como somos. :)

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  10. "Quem sou eu" somos seres com defeitos e virtudes que por vezes nos desconhecemos a nos próprios
    Bjs

    Hoje em Caminhos Percorridos - CURIOSAS EXPRESSÕES

    ResponderEliminar
  11. Sejas quem fores, sejas o que fores, sê feliz.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  12. E mesmo que descobrisses quem eras, no dia seguinte já és outra pessoa... não muito diferente, mas ainda assim diferente...
    Gostei muito do teu texto, uma excelente reflexão.
    Continuação de boa semana, amiga Diana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  13. Diana, todas as tuas perguntas são minhas também.
    Quem sou eu? Não sei!
    Excelente pequeno GRANDE texto.
    Beijo e bom fim-de-semana.

    ResponderEliminar
  14. Uma reflexão que todos deveríamos fazer..
    Beijinhos,
    https://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  15. Verdade, Diana. Mais importante do que descobrir "quem" somos, é gostarmos do que somos! Belo post, boa semana.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário