Mensagens

Borboleta que pairas, que sobrevoas a imensidão, transpareces a simplicidade de um momento. Imagino um dia de verão, igual a tantos outros. Sentada nas escadas, a sentir o calor do sol. A minha face alegra-se, a sensação é aconchegante. Sentir a água escorrer pelo queixo, ao mesmo tempo que mata a sede. Partilhar instantes com as pessoas de quem mais gostamos, sem serem necessários grandes planos. Depois, quando recordamos, um sorriso instala-se, permanentemente. É tão bom viver sem preocupações, aproveitar o mais ínfimo pormenor deste mundo. Sabemos que soube bem, que estamos completos. Um único voo de uma borboleta, faz dela um ser feliz pois é vivo e livre. Um simples minuto com alguém que amamos, faz de nós o quê?

Rosegal | Review

Imagem
A pedido de muitos, ou não, estou de volta. Eu sei, vira o disco e toca o mesmo. Eu explico, devido a um distúrbio de sono, que ainda não sei qual é, o cansaço tem tomado conta de mim e as férias ainda não começaram. Aliado a horas de trabalho extraordinárias, não tem sido fácil. Mas, consegui arranjar um tempinho para vos azucrinar os olhos. Cá estou eu para vos mostrar algumas coisinhas que adquiri nos últimos dias porque estava mesmo a precisar. Desta vez, as peças vieram da Rosegal. Estes leggings servem na perfeição e não são nada transparentes. Fiquei, incrivelmente, surpreendida.

No Inverno, adoro usar camisolas de carapuço. Como as minhas estão a precisar da reforma, aproveitei os preços fantásticos e comprei esta boniteza. Chamem-me maluca mas já estou a preparar-me para os dias frescos porque ela é super quentinha. Adoro.

Como o ginásio tem sido a minha segunda casa, e tem estado imenso calor, arranjei estes leggings mais fininhos e com transparência de lado para andar mais …
Sempre tentei ver a existência do ser humano como uma composição de labirintos. Esses locais têm um início e um fim, tal como a vida e aquilo que a compõe. O fim de alguma coisa é um elemento crucial para que, automaticamente, surja algo melhor. Devemos percorrer, sem hesitar, o caminho que se vai traçando ao longo do tempo, sem temer o futuro. E ser, sempre, o melhor que podemos ser. Por vezes, existem estreitamentos, é verdade. Obstáculos que, ao serem ultrapassados, fazem com que o trajecto não seja interrompido. Para que isso seja possível, é fundamental que, no mínimo, a palavra "tentar" componha sempre o percurso.
Quem sou eu? Apeteceu-me divagar nesta região do meu pensamento tão vasta. Obter a resposta torna-se bem mais duro do que imaginava. Que espécie de ser sou eu? Na realidade, por mais que tente percorrer as fases desta descoberta, a resposta é sempre nula ou muito pouco objectiva. A verdadeira resposta esconde-se de mim e teima em não surgir. Provavelmente já se mostrou a algumas pessoas. Quando conseguirei saber quem sou eu na totalidade? Nunca? Na verdade, pouco me importa. O que sou, mesmo não sabendo o que é, não me envergonha, não me desilude, cativa aqueles que tem de cativar. E, isso é o que mais me agrada.

DressLily | Review

Imagem
Estou de volta. Tiveram saudades minhas? Sim, sim? Hoje, vou falar-vos um pouco sobre a minha nova colaboração com a loja on-line DressLily. Como de costume, um pouco a medo por causa dos tamanhos, resolvi pedir uma camisa aos quadrados, preta e branca, porque adoro camisas e não tinha nenhuma assim. Devo dizer que o tecido é um bocadinho estirado mas já usei e gostei imenso. Fiquei de pé atrás mas, vestida, fica muito bem. Costumo ter chatices com o tamanho das mangas mas serve na perfeição.

Quem não gosta de proteger o seu telemóvel, ao mesmo tempo que o torna mais bonito? O meu calhambeque é um Huawei P8 Lite 2017, em dourado, e decidi acompanhar a cor através de uma capa com um padrão muito giro. Garanto-vos, a qualidade não fica nada atrás das capas que compramos em lojas de shopping. E o preço nem se compara. Adorei e já estou a usar diariamente, claro.

Os óculos de sol, na minha vida, são um caso complicado. Actualmente, só tenho um par da Hawkers, que amo. Mas o modelo é mais…

Clara | Capítulo 4

Clara era negra. Já tinha passado por muitas situações de preconceito mas ser afastada da pessoa que mais amou na vida, foi brutal. Ela e Santiago viveram uma bonita, e conturbada, história de amor mas o Dr. Melo sempre fez tudo para os separar. Não aceitava que a adolescente fizesse parte do seu círculo mais próximo e nunca sequer a olhou nos olhos. Como podia tê-la tratado tão bem? E oferecido, não só o dinheiro, como uma possível ajuda no futuro? O que mudou, tão radicalmente? Que reviravolta era aquela? A mulher formou-se em direito. E, resolveu usar os seus conhecimentos para perceber qual era a situação atual da família. O que descobriu foi chocante. Um problema gravíssimo assolava aquelas pessoas. Não sabia o que fazer a seguir. Mas queria ajudar.

Chiado Grupo Editorial | Não Era Suposto

Imagem
Pois, mais uma ausência de duas semanas. Não me batam, por favor. É por uma boa causa. Ou melhor, duas. Com o trabalho e o ginásio, o tempo está escasso. Claro, e o cansaço é algum. Mas, eu vou tentando. Bem, passemos ao que realmente interessa. Confesso que "conheci" a Inês Alegre através do seu Instagram. Algures, nas sugestões, lá estavam aquelas publicações  divertidas, com conversas que tinha com a mãe e o pai por SMS. Inicialmente, foi o que me motivou a ler este livro, assim como a sinopse que interpretei. Fiquei cheia de curiosidade e decidi lê-lo, sem demoras. Apesar de ser sobre uma história de amor impossível, gostei muito da composição. A maneira de escrever desta jovem é intensa. Volumosa. A obra descreve uma paixão verdadeira e muito marcante. Mas que, devido às vicissitudes da vida, está mais vezes longe do que perto. Quando o medo de amar consome a alma das pessoas, os seres afastam-se e, como diz o livro, não é suposto. Não vou desvendar mais. Leiam. Aconse…