Clara | Capítulo 2

Tinha desviado o olhar por dois minutos. Quando examinou o lugar onde o idoso estava sentado, constatou que este havia desaparecido. Só conseguiu vislumbrar um papel dobrado, em cima da mesa. Nessa folha dizia: "Querida Clara, não tenho palavras para demonstrar toda a gratidão que sinto por ti. Sei que se fosse outro tipo de pessoa a encontrar-me naquela situação, viraria a cara para o outro lado. Obrigado. Foste a surpresa mais agradável que tive nos últimos anos. Aceita este presente como forma de agradecimento. Ah, e eu sei quem sou. Pensei que também soubesses e, por isso, simulei o meu esquecimento. Se algum dia precisares de mim, saberás onde encontrar-me." A acompanhar o bilhete, estava um cheque de dez mil euros. Ela não podia crer. Muito menos quando viu a assinatura que constava naquele pedaço de impresso utópico. Acreditaria em coincidências?

Comentários

  1. Confesso que não estava à espera desta reviravolta :o
    Adorei, minha querida!

    ResponderEliminar
  2. Muito bem escrito e fica a curiosidade aguçada pra mais e mais saber!👏👏😘😘chica

    ResponderEliminar
  3. Agora permanece o mistério - quem era??

    ResponderEliminar
  4. Instigante... Mas gostei muito :))

    Hoje:- Ainda chove no meu caminho...
    -
    Bjos
    Votos de uma boa Quinta-Feira

    ResponderEliminar
  5. Uau! Fiquei curiosa:D

    the-choice-26.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. Excelente prosa Poética!! Amei

    Beijo e um excelente dia

    ResponderEliminar
  7. Dez mil euros?
    Bolas...!! Seria o pai dela?
    Fiquei prisioneira da tua história...

    Beijinhos curiosos
    (^^)

    ResponderEliminar
  8. Mas que grande volte-face, na história!...
    Boa!!! O que teria desencadeado tudo isto?... Fica a curiosidade acrescida, para o capítulo seguinte!...
    Adorei! Beijinhos!
    Ana

    ResponderEliminar
  9. Ficou um mistério no ar a história, já fiquei curiosa pra saber, Diana bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  10. Estou a gostar da tua história/conto.
    Fico à espera dos próximos capítulos.
    Continuação de boa semana, amiga Diana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  11. Oh pá, estás a deixar-me bem curiosa com este conto! Vê lá se lanças outro capítulo rapidamente. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  12. Muita generosidade.
    Obrigada também pela tua, ao partilhares estes contos.

    ResponderEliminar
  13. Não estava nada á espera do que aconteceu :o

    ResponderEliminar
  14. Não estava a espera
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. Eu acredito!
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  16. Mais, mais.. queremos mais =)
    Beijinhos,
    https://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  17. Ui, quero saber mais.
    Será quem eu estou a pensar?

    Beijocas

    ResponderEliminar
  18. E a generosidade que tão raramente vemos... :-)

    ResponderEliminar
  19. Nossa!!

    beijos!!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  20. Aaaaaaa não esperava por esse desfecho, é tão mais fácil pensar no pior das pessoas do que no lado bom
    Beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  21. Continua interessante! E continuamos suspensos, à espera dos próximos acontecimentos. Boa semana, Diana!

    ResponderEliminar
  22. Não sei, não acompanhei de princípio,
    tendo, portando, perdido o fio à meada
    por não ter escorregado no precipício
    venho desejar-lhe uma noite bem passado!

    Bons sonhos.

    ResponderEliminar
  23. Dez mil? Epa! só eu não tenho amigos desses. lol

    ResponderEliminar

Publicar um comentário