Passei a ver a vida como um livro. Um livro que, em cada página, traz escrito cada acto, cada sensação, cada momento nosso. Por vezes, sinto-me frágil; pequena. Tenho medo daquilo que possa estar, ou não, escrito na próxima página. Sinto receio, quero e não quero virar a folha seguinte. Tento, como se não fosse inevitável, retardar esse passo. Tão inevitável quanto é deitarmo-nos à noite e levantarmo-nos na manhã seguinte, até aquele último dia. Tão inevitável como é pensar no início e no fim, de tudo, de um dia, de uma fase. A vida é mesmo assim. Vem tudo lá escrito, no livro. Em cada página, em cada linha, em cada palavra, em cada letra.

Comentários

  1. Não podia estar mais de acordo! Que excelente analogia, minha querida
    Todos nós temos uma história. E é em cada virar de página que a vamos descobrindo

    ResponderEliminar
  2. Que boa reflexão acho que todos nós temos uma história apenas é conta e escrita de maneira diferente
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. É isso mesmo. Sucinto e verdadeiro. Obrigada.

    ResponderEliminar
  4. Disse algo de muito semelhante há muitos anos numa oral de Direito Penal. Saí com a melhor nota de todas as orais e a melhor nota que tive em todo o curso.

    ResponderEliminar
  5. Só não sabemos o que o livro nos reserva...

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  6. Gostei dessa comparação..Muito válida! bjs, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  7. Bom dia, a vida (universidade da vida) oferece uma aprendizagem continua que deve ser absorvida e aplicada , sem perder os sonhos a concretizar, deve-se viver o momento com a certeza da incerteza no virar de pagina.
    Continuação de feliz semana,
    AG


    ResponderEliminar
  8. É um livro com um final desconhecido! A verdade é que também temo virar a página, pois o índice não assinala o capítulo seguinte!
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  9. É assim mesmo. A vida é o mais fascinante dos livros.
    Abraço

    ResponderEliminar
  10. Gostei da tia analise:))

    Hoje: - {Poetizando e encantando} ...Promessas
    .
    Bjos
    Votos de uma feliz Terça-Feira.

    ResponderEliminar
  11. Boa tarde Diana!!
    Amei a tua prosa poética!! Parabéns!

    Beijo e um dia feliz

    ResponderEliminar
  12. Tão verdade... resta saber se podemos escrever a nossa própria história ou se já a escreveram por nós...

    ResponderEliminar
  13. Amei o texto. O incrível é se surpreender com a próxima página.
    Beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  14. Uma belíssima analogia...
    Realmente a vida... é como um romance, do qual não saberemos o que nos reserva o fim... mas em cada capítulo... pelo menos, aí... sempre teremos uma palavra nossa a dizer...
    Beijinhos! Boa semana!
    Ana

    ResponderEliminar
  15. A vida é, de facto, o mais fascinante enredo. Belo texto.

    ResponderEliminar
  16. Verdade, Diana! Mas estou convicto de que, ainda que assim seja, em cada página página podemos escrever um pequeno comentário, algo que nos pertença e talvez altere as páginas seguintes. Belo post, boa semana!

    ResponderEliminar
  17. Somos o autor do livro, podemos sempre reescreve-lo.

    ResponderEliminar
  18. Tenha ou não tenha medo,
    para a página seguinte virar
    faça-o com a ponta do dedo
    para a leitura do livro continuar!

    Tenha uma boa noite Diana.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  19. Muito boa comparação, adorei!
    Beijinhos.
    http://www.opecadomoraemcasa.pt/

    ResponderEliminar
  20. Muito bom! Eu neste momento também ando com medo de virar a página...

    Beijocas

    ResponderEliminar
  21. Concordo ! Avida é como um livro, sim ! ... Um livro com milhares de páginas, em que cada uma representa um dia !
    Poderemos fazer uma ideia do que estará escrito na seguinte, mas nunca teremos a verdadeira certeza antes de a ler. E a cada página se repetirá outra. Poderemos fazer uma ideia de como acabará cada capítulo, mas não teremos a certeza antes de finalizado e assim vai sendo até o terminarmos nunca sabendo como será o final . Por vezes o escritor troca as voltas ao enredo !...

    Beijos, Diana :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário