Chiado Books | Do Mosto À Palavra Vol. I

As minhas pausas no blogue têm sido muito frequentes mas, confesso que, a procura de emprego e a ida a várias entrevistas que não dão em nada, tem sido frustrante. Já não publicava nada há uns dias, é verdade. Mas aproveitei o tempo para ler um pouco. Faz-me bem. Refletir. Perdoem a minha ausência; prolongada e silenciosa. Mais do que queria.

Pois bem, apresento-vos a minha última leitura. Esta obra nasceu da junção de textos que participaram num concurso em homenagem ao Alentejo. Está dividido em cento e vinte e cinco poemas e sessenta e duas prosas. Uma delas, escrita pelo nosso, tão querido amigo, Miguel Alexandre Pereira, dono do blogue Um Mar De Recordações. Admito que decidi ler este livro por incluir uma história dele mas depressa fiquei presa ao amor que os escritores têm pela terra e pelos costumes, cheiros, comidas, vinhos e paisagens. A qualidade literária é inegável. Já para não falar que o livro está, perfeitamente, organizado pelas iniciais dos nomes dos autores. Deixa-nos, sem dúvida, à espera do volume dois. "Confirmando assim que um copo de vinho, uma folha de papel e uma caneta, são a simbiose perfeita para acordar as vozes da literatura atual." Aconselho, é apaixonante.


Resolvi escolher o poema que mais gostei e quando cheguei à página 199 consegui fazê-lo, sem pensar duas vezes. Chama-se Intuição e foi escrito por Miguel Silvestre. A sua magnífica interligação entre as palavras e o vinho fascinou-me. Imaginei-me a escrevê-lo, pela forma como brinca com as palavras. Tive inveja até. Mas positiva, claro. Para que possam comprovar:

"Vindimei a palavra madura
Para depois a deixar repousar ao sol
Ganhando o sabor intenso e espírito frutado
Gosto adquirido pela mistura do sangue
De corpo aveludado e cheiro inebriante
Vindimei outras palavras e escolhi as mais promissoras
E juntei tudo numa prensa, para as fazer renascer...
Imaginei-as assim tão sedutoras
Que delas fiz testamento antes de morrer...
Esmaguei-as com essa ciência de quem sabe escrever
E obtive frase de cor rubi intensas e aromas a frutos vermelhos
Para depois escrever páginas e páginas
Auxiliado por fascinantes dicionários velhos...
E depois de tudo esmagado condensado num só manuscrito
Coloquei todo esse mosto para fazer soltar o seu grito
A repousar numa biblioteca para adquirir corpo e gosto...
A minha intuição dizia que este fruto da criação
Era bom livro com cheiro a vinho tinto que nos respira no rosto
E que acompanha bem, qualquer refeição..."

Como não podia deixar de ser, também quis destacar a prosa que mais me cativou. Acreditem, não é por ser de quem é. Iniciei a leitura da página 401 e, simplesmente, amei a narrativa. Sim, é do Miguel Alexandre Pereira. A maneira como ele incluiu uma lição de moral tão importante, num conto tão pequeno, é fenomenal. Através de um menino de 15 anos, o Francisco, um pequeno "guardador de rebanhos", uma criança pragmática que decide mudar o seu trajeto, o Miguel ensina-nos que "...por vezes a rotina deve ser quebrada, pois é na imprevisibilidade que surgem as melhores supresas..." Não vou colocar tudo porque acho que devem ler o resto das maravilhosas palavras que constam no exemplar. Na Wook, encontram o livro com 10% de desconto. Vão adorar.

"Levantem-se os copos, brindemos à literatura e ao nosso Alentejo!"

Comentários

  1. Adoro o Alentejo, só por isso já me despertou o interesse! Após ler a tua opinião, ainda fiquei com mais vontade de ler o livro *.*

    «a procura de emprego e a ida a várias entrevistas que não dão em nada, tem sido frustrante». Revi-me tanto nesta parte! Força, minha querida

    ResponderEliminar
  2. Registo a sugestão.
    Vou ver se é distribuído aqui em Macau.

    ResponderEliminar
  3. I really want to read something from this author!
    https://clicknorder.pk online shopping in pakistan

    ResponderEliminar
  4. Bom dia. Oxalá consiga esse emprego que tanto procura. Fase dificil não é verdade?
    Ler um bom livro é saber alimentar o ego e a alma.
    .
    * Poema em letras virgens e palavras nunca Escritas. *
    .
    Deixando um abraço

    ResponderEliminar
  5. Bom dia Diana!
    Como te entendo a nível da procura de emprego. É terrível, agora com a minha idade dizem-me que sou velha. É duro. Amei a publicação. O poema é soberbo. Parabéns pela escolha !!

    Especial : Ofereço, os sentimentos mais puros (Dia Mundial da Poesia)

    Beijinhos e um execlente dia.

    ResponderEliminar
  6. Vou adquirir o livro, fiquei curiosa =)
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  7. A capa é simplesmente linda!

    Força e foco querida, irás ter resultados. Eu acredito <3

    ResponderEliminar
  8. Não sou muito de ler, mas adoro sempre saber a opinião de quem o faz
    Beijinhos
    Novo post (Decoração De Unhas) // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  9. Não comentando o livro, pois eu cá não aprecio muito a leitura...sou mais de escrever! Contudo resolvo pegar nas tuas palavras e mostrar-me solidário contigo na procura de emprgo, pois as entrevistas realmente não dão em nada! Nem sequer uma resposta negativa para que não fiquemos eternamente à espera!
    É desesperante esta situação....
    Beijinho,

    ResponderEliminar
  10. É muito frustrante a procura de um emprego que não chega. Oxalá a situação mude.
    Parece-me um livro muito interessante.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  11. Sim, isso tem de ser a prioridade... mas sempre que possível... partilhar no blog! :-)

    ResponderEliminar
  12. Como te compreendo nessa frustração da procura de emprego. Eu tenho um, mas como sabes quero sair de lá e é horrível.

    Boa sorte e boas leituras =D

    Beijocas

    ResponderEliminar
  13. Orgulho em ser alentejana! :) Boa sorte na procura de emprego. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  14. não conhecia o livro fiquei curiosa, espero que brevemente consigas um emprego.
    bjs
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  15. As pausas são precisas, por vezes não há volta a dar...
    Boa sorte Diana, vais conseguir.
    Bj

    Olhar d'Ouro - bLoG
    Olhar d'Ouro - fAcEbOOk

    ResponderEliminar
  16. Por acaso não conhecia!
    beijinhos
    https://direitoporlinhastortas-id.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. O Alentejo só pode ser boa inspiração literária. :)

    ResponderEliminar
  18. Bem-vinda de volta querida Diana e não percas o ânimo. A procura é dura mas chega o dia em que, de forma inesperada, acaba por se abrir uma porta!

    Quanto ao livro, fiquei curiosa! Sou apaixonada pelo Alentejo e posso já dizer que amei essa capa e a escolha do poema! :)

    Beijinhos,

    Daniela

    ResponderEliminar
  19. Brindemos então à leitura, aos leitores, aos autores, à concretização dos sonhos, realização pessoal e profissional.
    Tudo de bom.

    ResponderEliminar
  20. Uma iniciativa interessante, reunir poemas e textos com o Alentejo como referência.
    O poema que escolheste é muito bom, parabéns ao autor.
    Bom fim de semana, amiga Diana.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  21. Tu blog es estupendo,me encantaria que visites el mio y dejes tu opinion en mi ultimo post!!!
    Feliz fin de semana!!!💜💜💜

    ResponderEliminar
  22. Se tem Alentejo tem tudo!! Boa sorte com a procura de emprego!

    ResponderEliminar
  23. Já tinha "ouvisto" :-D falar deste livro... pois sigo o blogue do Miguel Pereira... mas ainda não tive oportunidade de apreciar a sua leitura!... E que as tuas partilhas, me fizeram aguçar um pouco mais a curiosidade... Vou espreitar numa Wook... um dia destes!...
    Não desanimes, Diana! O mercado de trabalho está assim mesmo, uma grande dificuldade... mas há-de aparecer algo, mais tarde ou mais cedo...
    Um beijinho grande! Bom domingo!
    Ana

    ResponderEliminar
  24. Diana te desejo muito boa sorte que você consiga encontrar um bom trabalho, gosto muito de poemas esse livro é magnífico, ótima sugestão de livro, bjs.
    http://www.lucimarmoreira.com/

    ResponderEliminar
  25. Estou amando ler poesia, já vou colocar na minha lista.
    Não se preocupa que logo você arruma um emprego :)
    Beijos
    lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  26. Infelizmente, Diana acredito que difícil me será encontrar o livro, aqui no Brasil; mas gostei muito do poema e da sinopse que fizeste do conto. Quanto às entrevistas de emprego, podes crer... uma delas vai dar muito certo! :) Boa semana.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário